segunda-feira, 20 de abril de 2009

.as senhorinhas me amam!

Domingo, quase véspera de feriado, dormindo, sem vontade de levantar para comer ou qualquer necessidade básica, tocam na porta me chamando para um almoço. A avó do meu namorado chegou e a família vai se encontrar em um restaurante. Fui tomar banho e me deparei com uma tatuagem enorme no braço. Virei para o espelho, ela ainda estava descascando e meu braço estava parecendo um peixe cheio de escamas. Parei pra pensar o que a avó dele e suas companheiras da terceira idade diriam do desenho no meu braço. Ou pior, do que não diriam, do que seus rostos mostrariam. Coloquei um casaco e fui. Chegando lá, a minha sogra, prontamente, abriu o verbo pra família inteira: Olha aqui no braço dela! De repente me vi com 3 senhorinhas e umas tias, armadas com celulares na mão, tirando foto e dizendo: Que linda! Olha que legal! Tira foto não-sei-quenzinha! E a mais velhinha, na cadeira de rodas, olhou pra mim docemente e disse: Gostei do brinquinho no nariz!

Eu sempre gostei de tatuagens e essa é a minha sétima. Por estar acostumada a ouvir coisas como daqui a vinte anos..., que vou ficar uma velha flácida e caída, que nunca mais vou arranjar um emprego na vida, fiquei feliz por ver pessoas que não pensam assim e não rogam pragas sobre a minha existência tatuada.

Pensando como as pessoas personalizam suas casas, seus computadores, suas agendas, descobri como gosto de ter uma pele personalizada e colorida! De como é legal se reafirmar através do corpo, seja por roupas, corte de cabelo ou a tatuagem, tudo é válido quando não se existe preconceito.

Ontem fui ao shopping e, quando estava me olhando no espelho, uma senhora elegante, de uns 60 e poucos anos, me olhou e depois se aproximou, sua tatuagem é linda, disse ela. Dei um sorriso e sai, toda orgulhosa.

Que algumas pessoas iriam me olhar feio por causa da tatuagem no braço eu já sabia, mas que ela ia ser tão adorada pelas senhorinhas, ah, isso eu adorei saber!


14 comentários:

Amelie Poulain disse...

Gostei do post.
Sua descrição em meio aos livros me lembrou uma cena de "A menina que roubava livros".
Liesel em volta de livros na biblioteca do prefeito.. e a felicidade em todas as páginas.

Seguirei seu blog com afinco!

bises.

Hieros Vasconcelos disse...

que bom que as senhorinhas gostaram! e se elas nao gostassem, vc ja havia preparado algum discurso?
rs

Ana Gotz disse...

Eu quero ver essa tattoo!
Me mande uma foto!

... e como é bom ser recebida sem preconceito das pessoas...

um beijo!

joao~grando disse...

Surpresinha da vida.

Cassio Brito disse...

Mais uma tatoo?
Maravilha!
Hoje em dia é mais fácil encontrar essas senhoras High-tech. rsrs...

SouMusic disse...

Eitah... axo q esse assunto já foi tema em cnvs de bar... rsrsrs

Só eu q ñ vi ainda essa nova tatoo...

Leireana disse...

Que gracinha de post! Nunca pensei que escrever sobre tatuagens poderia ser tão fofo.

Acho que nenhuma senhorinha olhou bonito pros meus alargadores e piercings.

Obrigada pelo comentário no blog; estou te seguindo a partir de agora!

Grande abraço!

Leireana disse...

Comentei com a conta errada. Mas você deve saber qual é o meu blog!

Até!

Nelson disse...

Gosto de tatuagens. Quis fazer uma no braço reentemente, não foi possível. Era para marcar um momento importante na minha vida. Achei que não ficaria bom, resolvi não fazer. Acho muito bacana tatuagens.

Os conceitos mudaram e mudam a todo instante. Me surpreendi com o desfecho da sua história.

Saudações.

Thiago disse...

Ainda bem que não vou ter que passar por isso. E não vá achando que são todas as velhinhas não, viu? Você ainda não conheceu minha avó, rs!

Mas a sua tatoo ficou linda sim, demais!

Cassio Brito disse...

Ei, não sou nenhuma "senhora" mas eu também te amo.
Que café é esse menina?
Ele está efriando.
Quando?

Cassio Brito disse...

Na verdade, eSfriando. rsrs.

Cassio Brito disse...

Eu não quero me desligar de você. A sua existência faz parte da minha composição. Tenho que te olhar nos olhos. Acredite.

Cassio Brito disse...

Terça eu tenho algumas coisas pra fazer durante o dia e a tarde. Depois das 18 está bem pra mim.
Que tal o café do TCA?
Ou prefere o pelourinho com o café do XVIII? Poderiamos assistir uma peça lá, quem sabe.

.anúncios google